Listas

Melhores Leituras de 2014 – Stephany Quintela

Chega o fim de ano e também chega a hora de refletir quais foram as melhores leituras do ano. Esse ano foi difícil de escolher, mas segue a minha lista de seis melhores leituras do ano:

O Silmarillion, de J. R. R. Tolkien – Depois de acompanhar Tolkien em sua narrativa deliciosa em Hobbit e tentar duas vezes ler Senhor dos Anéis, confesso que estava com um pouco de medo de Silmarillion. Mas, todo esse medo se transformou no amor que eu tenho por esse livro. Narrando desde o princípio do universo (que surgiu de uma música) Tolkien nos leva a conhecer mais afundo os temores e grandes histórias da Terra-média. Temos como personagens principais os elfos, mas isso não impede de vermos a influência dos homens, anões e (no finalzinho) dos queridos hobbits. A leitura pode estranhar alguns por causa das faltas de diálogos, mas é impossível não se deleitar nas maravilhas ali contadas.

As Crônicas Marcianas, de Ray Bradburry – O livro é tem uma narração cronológica que começa em 1999 e termina e 2026, não temos um personagem principal para acompanhar, mas sim a história da civilização marciana e terráquea. Um dos elementos mais legal dessa história é como essas crônicas podem ser lidas separadamente, mas juntas elas se tornam incríveis. É difícil descrever o poder que o Ray Bradburry tem nesse livro de te guiar e te emocionar. Sem contar a quantidade de referências internas, geradas através do tempo, a literárias.

– A Menina Submersa, de Caitlin R. Kiernan – Uma história de fantasmas, suicídio e garotas. Mergulhar no universo criado pela autora foi uma das experiências literárias mais interessantes do meu ano. Sei que o tema suicídio e depressão me atraem muito, mas neste livro transcende esses dois temas. O livro bagunça toda a sua cabeça para depois não arrumar direito e te deixar com uma sensação incompleta, mas que acho belíssima.

– Deuses Americanos, de Neil Gaiman – Assim como na lista do Giovanni, na minha não pode faltar Deuses Americanos. A narrativa criada por Neil Gaiman faz com que o mero mortal Shadow conheça deuses. Imagine se todos aqueles deuses que você acha que são mitologiade fato, existissem? Essa é a sensação passada no livro, ainda mais, imagine que por mais que você não seja religioso, você sempre esta adorando algum deus, pode ser ele o deus da compra ou da televisão, mas nunca deixam de ser adorados de alguma forma.

Contato, de Carl Sagan – Não só um dos melhores livros lidos em 2014, mas um dos melhores lidos na vida. Impossível não se apaixonar pelo universo através das descrições feitas pelo Carl Sagan. O universo é enorme e maravilhoso e em Contato, Ellie consegue encontrar sinal de vida em um outro planeta. Mas quais são as consequências disso no nosso mundo e nas nossas crenças? Isso é colocado de uma forma linda (e até um pouco romântica) no livro.

– Visões de Gerard, de Jack Kerouac – Kerouac é um dos meus escritores favoritos, por isso, eu leio seus livros bem devagar, aproveitando de cada descrição alongada sobre sentimentos que ele faz. E em Visões de Gerard, ele, apenas uma criança, conta a sua tocante história com o seu irmão Gerard. Não é um livro para te deixar sorrindo, mas para quebrar o seu coração e para você se apaixonar por Kerouac.

Anúncios

Marujo, deixe seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s